FVM Learning

Nosso maior compromisso é compartilhar conhecimentos, somos simples mas não simplórios, astuto mas não pacóvio, nos posicionamos empenhados em mostrar o caminho para desmistificação do opróbrio em legítima defesa do conhecimento compartilhado. Eng. Jemerson Marques.

sexta-feira, 15 de março de 2019

Construindo Teste da Lâmpada em Série Comutável de 50 à 650W

Construindo Teste da Lâmpada em Série Comutável de 50 à 650W

Olá a todos!!!

Hoje nós iremos construir o famoso, simples, porém necessário em uma bancada de Eletrônica/Elétrica, o TLSC - Teste da Lâmpada em Série Comutável.
Quem nunca explodiu nem que seja um fusível em uma bancada de teste, não é mesmo???
O nosso TLSC tem um range de potência que varia de acordo com o tipo de Lâmpada que você colocar, o nosso foi projetado para atuar na sua simplicidade de 50 à 650W de potência em 220V, que para uma teste de bancada é muito mais que suficiente.
Essa potência tem ainda a vantagem de ser selecionável, pois acoplamos ao sistema quatro chaves para fazer a seleção da potência necessária, que podemos comutar entre elas para gerar as saídas na potência desejada, os materiais que utilizamos forma materiais de simples aquisição, em nosso caso foi o que temos dispostos em nosso laboratório, com exceção das Lâmpadas e os Soquetes delas que tivemos que comprar, os demais foi no improviso.
Fizemos o esquemático elétrico para facilitar na construção, pois dependendo da configuração que você irá utilizar, poderá facilitar em muito a sua construção.

Segue abaixo a lista de componentes que utilizamos, vale lembrar que em nosso projeto utilizamos essa lista, fica a seu critério se irais utilizar todos os componentes, pois alguns deles não são componentes críticos o que venha fazer diferença no projeto, por exemplo, não colocamos o cabo de força direto no TLSC, colocamos com uma tomada de força tripolar Macho, que é aquelas que utilizamos na entrada da fonte de PC, e isso é somente estética.

Lista de componentes:

1 - Lâmpada Halogena 220V 50W
1 - Lâmpada Halogena 220V 100W
Fig 2 - Lista de componentes
Fig 2 - Lista de componentes
1 - Lâmpada Halogena 220V 200W
1 - Lâmpada Halogena 220V 300W
4 - Soquete para Lâmpada Halogena
4 - Chaves Gangorra 2 Terminais L/D, mínimo 3 Amperes 220V
1 - Chaves Gangorra 4 Terminais L/D - "Ver Texto"
1 - Tomada Sobreposta Padrão Brasileiro 2P+T
1 - Tomada De Força Tripolar Macho
1 - Cabo de Força Tripolar 
1 - Caixa plástica a gosto
1 - Pedaço de madeira para suporte
1 - Pedaços de fios, solda, fita isolante etc.

A chave geral, consiste em uma chave do tipo combinada, pelo qual é uma chave liga desliga normal, porém ela funciona como um disjuntor, ou seja ela tem proteção de sobre-corrente, isso ajuda para quando o equipamento entra em curto-circuito e você tiver ligado direto na rede, ele desarma, no nosso caso tínhamos essa chave em nosso laboratório, mas você pode colocar uma chave de uso geral de 4 Terminais. É altamente recomendável você colocar a de 4 terminai para sua segurança, quando você desligar a chave, você vai ter certeza que os dois fios estará desligado, evitando assim choques elétricos e descargas.

Pois bem, vamos ao processo de montagem do nosso TLSC.


Montagem TLSC

Na Figura 3 abaixo temos o esquemático "grosseiro" só para seguirmos com mais clareza e não cometermos erros desnecessários.

Fig 3 - Diagrama esquemático do TLSC

Como podemos ver no esquemático, não coloquei a chave que dá a possibilidade de ligarmos direto na rede sem a série, como fiz no outro TLSC que tenho em minha bancada, ele tem o sistema em série, e quando tenho certeza que o circuito não está em curto, aciono outra chave para deixar direto na rede, passando pela chave geral "Disjuntor" é claro :),  e você também pode colocar leds para indicar que tem energia disponível na sua TLSC e também para indicar que está direto na rede ou está em série, como sugerido na Figura 4 abaixo, em linha traçado vermelho.
Fig 4 - Diagrama esquemático do TLSC com chave de ligação direta na rede

Essa chave ligado como na configuração ilustrada na imagem, faz com que todo o circuito de série, seja conectado direto, isso significa que não passará pela série, porém ficará com a proteção do disjuntor, se você não usa uma chave disjuntora, pode colocar ao menos uma proteção como um fusível em série.

O primeiro passo é fazermos as preparações dos materiais, no nosso caso, vamos fazer os furos das chaves na caixinha que achamos para podermos encaixar as chaves e o disjuntor.

Depois de ter feito os furos, coloquemos as chaves para ver se se encaixam normalmente. 


Depois vamos fazer o rasgo maior na caixa plástica, que servirá para abrigar a chave disjuntora



Vamos encaixar, e tudo certo.


Fazemos "Por opção, não é necessário" um furo na parte de traz da caixa e iremos colocar uma tomada receptora macho para receber o cabo de força que vem da rede elétrica.


Faremos os furos onde serão posicionado as lâmpadas, e colocamos os quatros Soquetes para Lâmpada Halogena.


Marcaremos e faremos os furos para encaixar a Tomada Sobreposta no pedaço de madeira e faremos também um furo na parte central da Tomada para poder passar a fiação, pois iremos passar os fios por baixo da madeira.
 

Façamos as soldagem seguindo o esquemático disponível logo no início do Artigo, coloquemos a chave disjuntora.


Soldemos os fios que vem dos soquetes, cada fio do soquete irão ser soldados juntos, e sobrará 4 fios, com 1 de todos juntos serão 5 conexões.


Solde todos os fios seguindo atentamente os esquemático dado nesse Artigo, as chaves independentes em série com os soquetes e conectado a chave geral.


No final ficará assim como na imagem abaixo, façamos um curto-circuito proposital no nosso TLSC, com ajuda de dois fios fechando a tomada de saída.

Atenção, tomem muito cuidado, use uma extensão com proteção de fusível, para não derrubar a rede se algo tiver errado, tomem muito cuidado, pois estamos trabalhando com tensão elétrica direto da rede, qualquer vacilo, pode-se MORRER.
Faça tudo com cautela e cuidado, seguindo o esquemático com atenção, no final revise, faça um teste com um multímetro para ver se não tem curto na entrada, faça o teste de continuidade ligando na entrada de tensão "cabo de força" o multímetro e comesse a ligar o disjuntor "chave geral" depois ligue cada chave independente, não pode ter continuidade, só se fechar a saída "Tomada Sobreposta".

Depois de testar tudo com o multímetro, vamos fazer o teste de curto-circuito, fechando a saída "Tomada Sobreposta".


Testamos a chave 1 - 50W de Potência
A lâmpada 1 acende = 50W


Testamos a chave 2 - 100W de Potência
A lâmpada 1 e 2 se acendem = 50 + 100 = 150W


Testamos a chave 3 - 200W de Potência
A lâmpada 1, 2 e 3 se acendem - 50 + 100 + 200 = 350W


Testamos a chave 4 - 300W de Potência
A lâmpada 1, 2, 3 e 4 se acendem - 50 + 100 + 200 + 300 = 650W


Podemos fazer a comutação selecionando a chave correta de 50 à 650W de Potência total, e isso é ótimo pois com um TLSC de pequeno porte e com essa potência em nossa bancada, podemos trabalhar tecnicamente com a maioria dos equipamentos eletrônicos.


Sendo assim, tudo perfeitamente concluído, ficamos por aqui!!!
Boa sorte!!!

Em nosso canal do YouTube temos esse vídeo, detalhado para você.
Confere lá!!!


Espero que seja de bom proveito a todos

Se inscreva no nosso Blog!!! Click FVM Learning
Compartilhe!!! Isso nos ajuda bastante a dar prosseguimento ao nosso trabalho.

Fica com Deus

Shalom

Nenhum comentário:

Postar um comentário