FVM Learning

Nosso maior compromisso é compartilhar conhecimentos, somos simples, mas não simplórios, astuto, mas não pacóvio, nos posicionamos empenhados em mostrar o caminho para desmistificação do opróbrio em legítima defesa do conhecimento compartilhado. Eng. Jemerson Marques!
Mostrando postagens com marcador Carregador de Bateria. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Carregador de Bateria. Mostrar todas as postagens

domingo, 1 de março de 2020

Carregador de Bateria 12V Automático com CI UA741 + PCI

Fig. 1 - Carregador de Bateria 12V Automático com CI UA741

Olá a Todos!!!!

No post de hoje, iremos apresentar um simples circuito carregador de bateria automático 13,8V que suporta uma corrente de carregamento de aproximadamente 4A, esse circuito carregador de bateria automático é um carregador inteligente que possibilita a realização do carregamento das bateiras automaticamente, sem a necessidade de está monitorando e desligando manualmente, isso trás infinitas possibilidades, tais como circuitos que tenha baterias e necessitem de carregá-las automaticamente e não fique injetando tensão direto na bateria causando danos e redução da vida útil da bateria.
Este Carregador de Bateria Automático é possível realizar uma carga completa da bateria sem danificá-la, o circuito ativa o carregamento apenas quando a bateria apresenta uma perda de tensão abaixo do valor programado, podendo ser carregado baterias de Lithium, Chumbo-ácidoNíquel Cádmio etc, com qualidade excelente, ou seja, podemos recarregar bateria de carro, baterias de sistema de alarme, baterias de Nobreaks e etc. com a comutação automática ajuda a manter a bateria sempre em perfeitas condições. 

O amplificador operacional UA741 é usado como um comparador de tensão de precisão para monitorar o nível de tensão da bateria. Sua entrada Não-Inversora obtém uma tensão de referência de 5,1 V através do diodo Zener de 5.1V em série com o R1 de 470Ω formando uma tensão estabilizada na sua entrada,  enquanto a entrada Inversora obtém a tensão regulada (definida por P1) de acordo com o tipo de bateria ou a tensão de carga que você deseja programar como, 12.6V, 13.8V, 14.4V, que podemos setá-lo controlando assim a saída do Amplificador Operacional que através do resistor R3, que é um limitador de corrente conectado na base do transistor Q2 que tem a função de driver, que ativa o transistor de potência Q1, que será a saída controlada dependendo da tensão final programada.

Na figura 2 logo abaixo podemos acompanhar e analisar todo o circuito, como podemos ver, é um circuito simples e de fácil montagem, não precisamos de tanta experiências para executar a montagem desse circuito.
Fig. 2 - Circuito Carregador de bateria 12V automático com CI UA741

É imprescindível saber que este dispositivo deve ter uma tensão de suporte maior que a tensão de necessária para carregar a bateria, o transformador deverá ter uma tensão na saída de 13-15 volts com um mínimo de corrente de 4 Amperes, e deve ser retificada com tensão DC, se não tiver um transformador com essas especificações, podes colocar um com tensão menor, porém deves saber que na saída irás alcançar no máximo a tensão fornecida pelo sua fonte.

Lista de Materiais

U1 ----------- Amplificador Operacional UA741
Q1 ----------- Transistor TIP41C
Q2 ----------- Transistor de potência TIP35C
DZ1 --------- Diodo Zener 5,1 volts lW
R1 ----------- Resistor de 1/8W 470Ω (amarelo, violeta, preto)
R2 ----------- Resistor de 1/8W 10 KΩ (marrom, preto, laranja)
R3 ----------- Resistor de 1/8W 270 Ω (vermelho, violeta, preto)
P1 ----------- Trim-pot de 10 KΩ (pode ser usado um potenciômetro)
Diversos ---- Dissipador de calor para Q1 e Q2, fios, estanho etc.

Estamos dispondo logo abaixo da figura 3 a placa de circuito impresso em arquivos GERBER e JPEG, para você poder baixar e fazer sua plaquinha para montar de uma forma mais otimizada e profissional.

Fig 3 - PCB Carregador de bateria 12V automático com CI UA741

Arquivos para baixar, link direto:

Click Aqui: 

E por hoje é só, espero que tenham gostado!!!
Qualquer dúvida, digita nos comentários que logos estaremos respondendo.

Se inscreva no nosso Blog!!! Click Aqui FVM Learning!!!
Forte abraço.

Deus vos Abençoe

Shalom

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Carregador de Bateria 12V Simples, automático e com indicador de carregamento + PCI

Fig. 1 - Carregador de Bateria 12V Simples, automático e com indicador de carregamento + PCI

Olá a todos!!!

No post de hoje, estaremos fazendo um carregador de baterias inteligente, com indicador de carregamento e de carga completa, sendo automático para carregar baterias de 12V, é um carregador extremamente simples de montar e qualquer um que tenha pouca experiência pode fazer.
A tensão de entrada será de acordo com a fonte que você irá utilizar, 110V ou 220V.  O tempo de carregamento dependerá da fonte que você irá utilizar e também do tipo de bateria que será carregado, para calcularmos o tempo de carga mais próximo, podemos fazer uma conta rápida simples e objetiva, lembrando que não estamos levando em conta os fatores  de resistência da bateria, oscilações no carregador, fator de depreciação dos químicos da bateria e etc. 

O calculo é simples, vamos utilizar um exemplo de que você tem uma bateria de Nobreak de 12 Volts e 7 Amperes, a sua fonte tem 3 Amperes, então sabemos que "mais ou menos" a carga da bateria é 7 Amperes Hora, isso significa que para ela se carregar por completo ela precisa de 7 amperes constantes, como a fonte é 3 Amperes, temos que dividir 7 Amperes por 3 Amperes da fonte.

B = Bateria

F = Fonte
C = Carregamento
C = B/F = C = 7/3 C = 2.33

Ou Seja:

A Carga "C" Levará 2:33hrs
Duas horas e Trinta e Três minutos para se carregar

Se sua fonte for diferente, não ha problemas, veja a corrente de fornecimento dela e jogue na fórmula e veja o resultado aproximado.

Na Figura 2, temos o esquemático elétrico do pequeno circuito.
Fig. 2 - Esquemático eletrônico Carregador de Bateria 12V Simples Automático

É imprescindível que a fonte forneça 20% a mais do que a bateria, Ex. se sua bateria é de 12V, a fonte tem que ter 14.4 V, podes variar um pouco para menos, como por exemplo 13.2V "que é 10% da tensão da bateria" mais não podes utilizar uma fonte de 12V para carregar uma bateria de 12V, pois não vai haver diferencia de potencial, pode dar uma pequena carga se a bateria tiver menos de 12V, porém não irá carregar por completo a sua bateria.

Sugerimos a você que veja o nosso POST

É só clicar no título abaixo:

Como Alterar Fonte ATX para 13.6v, 22 Amperes

E você pode utilizar essa fonte atx alterada na medida certa, nesse tutorial que vai ser de ótimo valor para você fazer seu carregador por completo.

Dispomos a placa de circuito impresso com o diagrama esquemático para baixar, com os arquivos em PDF, JPG e GERBER para que desejar enviar para impressão das placas. 

As suas medidas são: Largura 50.165mm; e comprimento 36.830mm, todas essas informações estão nos arquivos disponíveis para baixar.

Fig. 3 - Placa de Circuito Impresso com Disposição de componentes

Links para baixar os arquivos

Link Direto: Arquivos PDF, JPG, GERBER

Lista de Materiais:

Q1------------------ Transistor NPN de uso geral, C1815, BC548 etc.
D1, D2, D3 ------- Diodos 1N4007.
R1 ------------------ Resistor 1/4W 10K (morrom, preto, laranja)
R2 ------------------ Resistor 1/4W 100 Ohms (marrom, preto, marrom)
R3 ------------------ Resistor 1/4W 1K2 (marrom, vermelho, vermelho)
P1 ------------------ Potenciômetro ou Trimmpot de 10K
RL1 ---------------- Relay 12V 10A, 5 pinos
LDE1, LED2 ----- Leds de 3mm, um Vermelho e outro Verde
Diversos ---------- Placa de circuito impresso, ferro de solda, estanho, fios, etc.

Como utilizar o carregador:

Ao terminar toda a montagem, verifique com atenção para vê se não tem nenhuma peça errada, diodos com polaridade invertida, e se não tem nenhum curto nas conexões, depois de tudo verificado.

Ligue o positivo da fonte na entrada +VCC do circuito e o negativo da fonte no terra do circuito carregador, o potenciômetro ou Trimmpot, é da sua escolha, serve para você regular a tensão limite de saída do carregador, por exemplo, você tem bateria de 12V, normalmente as baterias de 12V de Nobreak são recarregadas em 13.2V a 14.4 Volts. 

Então utilize um multímetro na escala de voltes DC ou CC, "depende do multímetro", na saída do carregador e regule a tensão para a mais desejada, ou seja a tensão máxima para ele disparar, e o led Verde acender, pronto já pode utilizar o seu novo carregador, coloque a bateria e deixe carregar até quando o carregador alcançar a tensão que você regulou, "tensão limite" ele disparará o relê e ligará o led Verde indicando que a bateria foi carregada.

Uma boa dica; se você tem um buzzer de 12V sobrando, ou se você realmente deseja colocar um indicador sonoro no seu circuito, podes colocar esses buzzer que você encontra com facilidade em lojas de componentes eletrônicos e é baratinho, na saída que está ligado o Led Verde, que é o indicador de carga completa, você pode ligar o Positivo do buzzer na saída do Relê e o negativo do buzzer direto no terra, pronto você tem um carregador automático e com indicação visual e sonora.

Ficamos por aqui!!!
Qualquer dúvida, escreve nos comentários, que nós estaremos lhes respondendo assim que visualizarmos.

Se inscreva no nosso Blog!!! Click Aqui!!! FVML!!! 

Forte abraço

Fica com Deus.

Shalom

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Como Alterar Fonte ATX para 13.6v, 22 Amperes

English Version: Click Here

Muitos são os casos para querermos fazer uma alteração dessas em uma fonte de PC, até porque as fontes ATX são fácies de encontrar e todo técnico tem uma ou duas fontes dessas em sua sucata.

Você também pode estar interessado!
Com essa alteração podemos facilmente ligar som automotivo com módulos, fazer um carregador para baterias, entre tantas outras coisas.

A fonte ATX que utilizaremos é uma de marca iMicro, modelo PS-350WXMH, com 350W de potência, como demostrada na Figura 1 abaixo.

Fig. 1 - Modificando Fonte ATX PS-350WXMH

Seguiremos passo a passo, para facilitar o nosso entendimento

As observações iniciais será analisar se a mesma está funcionando, pois, não podemos alterar uma coisa que nem mesmo funciona, não é isso?

Para fazer isso, coloque um fio, ou como no meu caso, um pedaço de solda, curto-circuitando o conector com fio PSON "Fio Verde" e o GND "Fio Preto" como demonstrada na Figura 2 abaixo.

Fig. 2 - Ligando a fonte utilizando a conexão PSON e Negativo.

Depois de tudo verificado e se estiver tudo OK!!!!

VAMOS COMEÇAR

1° Passo - Temos que identificar o tipo de CI controlador que temos em nossa fonte, no meu caso é o Circuito Integrado SD6109. Como podemos observar na Figura 3 abaixo.

Fig. 3 - Circuito Integrado Controlador SD6109 Fonte ATX

Noventa por cento das fontes trabalham dessa mesma maneira, se o seu CI for diferente, você precisa  olhar o Datasheet dele e identificar a Pinagem correta do CI.

O Circuito Integrado SD6109 é um CI chinês, por isso foi bastante difícil encontrar o seu Datasheet, o que achamos foi esse que tem poucas informações, mas já dá para trabalhar com ele. O Datasheet apresentado na Figura 4 abaixo, identificaremos sua Pinagem.

Fig. 4 - Datasheet CI SD6109, Identificando os Pinos

Utilizaremos para essa mudança o pino 17, que o pino do amplificador de erro negativo e positivo tendo como referência a tensão de 2.5V, isso nos dá um pequeno range para alterarmos para 13.6V.

Com essa alteração, podemos facilmente, por exemplo, carregar Baterias de carro, de motos, de Nobreak, ligar som automotivo, módulos Automotivos, entre outros.

2° Passo - Precisaremos à princípio de um resistor de 10K (Marro Preto, Laranja, ouro) e um potenciômetro de 10K, no entanto, utilizamos um de 500K, pois no momento da gravação do vídeo, só tínhamos ele disponível, mas você pode estar utilizando um de 47K, 100K ou 250K. 

3° Passo - Faça um arranjo do potenciômetro e o resistor em série como ilustrada na Figura 5 abaixo, soldando um fio na extremidade do Potenciômetro, o resistor no pino central do potenciômetro e m fio no final do resistor, sobrando assim duas pontas.

Fig. 5 - Configurando o Potenciômetro e o Resistor em série

4° Passo -
Identifique o pino 17 “No nosso caso” no nosso CI. Lembre-se que, todos os CI's tem um chanfro para identificar o pino 1, como sugerido na Figura 6 abaixo, da disposição dos pinos do Datasheet.

Após a identificação faça o mesmo com muito cuidado ao virar a placa, devido aos pinos ficarem inversos, identifique na placa e marque com uma caneta marcador, ou um rasgo na trilha, qualquer coisa. Pois, é de suma importância não errar o pino para não dá nada errado no fim da alteração.

Fig. 6 - Pinout do CI SD6109

5° Passo - Solde uma das pontas do arranjo que elaboramos, no negativo da fonte GND e a outra ponta do arranjo, solde no pino 17.

Explicação: O resistor de 10K, serve par aquando você zerar o potenciômetro, não curto-circuitar o pino 17 com o GND, pois irá disparar, e em alguns casos, causar danos ao CI. Após ter soldado, ligaremos, para testar a saída.

ATENÇÃO!

É de suma importância que você tenha um teste ant-curto-circuito, no nosso caso, temos o bom e velho teste em série da Lâmpada incandescente. Temos um Post que fizemos com um teste Série de baixo custo, segue o link:
  • Construindo Teste da Lâmpada em Série Comutável de 50 à 650W
NÃO toque o dissipador de calor do primário da fonte, você poderá sofrer Descarga Elétrica. “DÁ CHOQUE”.

Ligue a fonte com cautela no TESTE EM SÉRIE, e teste a tensão de saída, regule para o máximo que você pretender, ou até onde ela vai sem desarmar, depois de setado a tensão confortável para a fonte, vamos para o próximo passo.

Desconecte o cabo de força da tomada, DESLIGUE A ENERGIA, e dessolde os dois fios do arranjo, Resistor e Potenciômetro.

6° Passo - Com o multímetro, veja a resistência do arranjo em série, potenciômetro e resistor, no nosso caso a resistência ficou em 56,70K, como mostrada na Figura 7 abaixo, para um resistor comercial, podemos colocar um de 56K.

Fig.- Arranjo em série resistor e Potenciômetro com 56,70K 

Como não tenho aqui na bancada esse valor, fiz outro arranjo para ser substituído no lugar do potenciômetro, liguei dois resistores em série, sabemos que quando ligamos dois resistores em série, somamos suas resistências.

Utilizei um que tenho na bancada de 47K + o de 10K, somando 57K, bem próximo ao que medimos no arranjo do potenciômetro e resistor.

Depois coloquei um Termo Retrátil para isolar os dois em série, como sugere a Figura 8 abaixo, e pronto, vamos colocar no lugar do arranjo, ou seja PINO 17, e GND.
Fig. 8 - Arranjo dois resistores em série para conseguir o valor de 56K

OBS: Depois de tudo soldado, observe bem se não em nada em curto, use o multímetro entre o GND e o Pino 17 para ver se a resistência não dá muito baixa, pois poderás ter problemas, nós além do termo retrátil, colocamos fita isolante para garantir a isolação, como mostrado na Figura. 9 abaixo.
Fig. 9 - Soldando os resistores na fonte ATX, entre Pino 7  e GND 


7° Passo - Teste de carga.
Utilizarei uma lâmpada Halogena, de 12V, 55W, pela lei de Ohms, sabemos que P= Potência, V = Volts, I = Corrente.

  • P = V * I
  • I = P / V

  • Então
  • I = 55 / 12

  • Logo
  • I = 4.58A

Ou seja, nossa carga é de 4.58 Amperes. Foto demostrativa da potência da Lâmpada 12V 55W logo abaixo na Figura 10.

Fig. 10 - Lâmpada halogena 12V 55W

Na Figura 11 logo abaixo, podemos observar a tensão sem a carga, no multímetro está marcando 13.65V. 

Fig. 11 - Teste de tensão depois das alterações, antes da carga

Então ligaremos a carga.

Como podemos verificar, na Figura 12 abaixo, tivemos uma queda de tensão de 13.65V para 12.82V, bem como a carga é uma carga resistiva, e essa categoria de lâmpada consome mais do que informa, chegamos a conclusão que vale a pena, pois para carregar uma bateria, o consumo contínuo não vai tão alto assim.

Fig. 12 - Teste de Carga e queda de tensão com Lâmpada halogen

Após vários testes com carregamento de bateria, tivemos um grande sucesso. E sobre o som automotivo, ele sustentou também, sem causar perdas consideráveis. O mudulo que liguei foi um Taramps, 400W RMS, com um Player Pionner.

Conclusão

Satisfeito com o projeto, por sua simplicidade e pode ser utilizado para vários outros projetos, atendeu satisfatoriamente as expectativas.

Para que deseja ver os detalhes da montagem, deixo abaixo o vídeo para vocês entenderem e seguirem o passo a passo.

Pessoal, o trabalho é grande, escrever, montar, testar, elaborar a PCI, armazenar para baixar, tudo isso dá muito trabalho, e não cobramos nada por isso!

Então nos ajude a divulgar nosso trabalho, compartilha nas redes sociais, Facebook, Instagram, nos grupos de WhatsAppuma simples atitude sua, faz com que cresçamos juntos e melhoremos o nosso trabalho!

E por hoje é só, espero que tenham gostado!

Qualquer dúvida, digita nos comentários que logos estaremos respondendo.

Se inscreva no nosso BlogClique Aqui FVM Learning!

Forte abraço.

Deus vos Abençoe
Shalom!